Falta de aplicação correta de recursos em 2016, causa bloqueio do FPM de Bezerros

A Prefeitura emitiu nota explicando um decreto onde o município encontra-se em estado de calamidade financeira. No texto, ele afirma que o motivo é a não aplicação correta em porcentagem dos recursos da saúde no ano de 2016, ainda sob a gestão do Prefeito Branquinho.

Devido a um percentual abaixo do valor mínimo (15%) investido no ano de 2016 no segmento da Saúde em Bezerros, houve o bloqueio de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), referente aos repasses do dia 10 e 20 de maio deste ano. O prefeito Breno Borba, preocupado com a situação e na urgência de tentar resolver o mais breve possível essa pendência da então gestão do prefeito Branquinho, decreta estado de calamidade financeira no município, que será válido até que os os mesmos sejam desbloqueados. O município já entrou com uma liminar na justiça e tomou todas as medidas cabíveis e necessárias. Entre elas, está temporariamente suspenso o pagamento de horas extras, diárias, gratificações e adicionais no período. A prioridade é efetuar o pagamento dos servidores públicos.

DECRETO-N-2.255-DE-21-DE-MAIO-2019 (1)

Facebook Twitter Email