O Sabadão – E agora José?

Por Sérgio Leão

Claro que não é de hoje que especialistas em economia vêm alertando para o perigo do país verde e amarelo entrar em uma situação caótica por várias razões, e principalmente pela mega corrupção que se instalou por aqui, em absolutamente todos os governos da era pós militar, embora nesta também existiram corruptos, porém em escala infinitamente menor do que na tal democracia. Além de saquearem a nação e deixarem os pobres do Brasil em eterno estado de desolação e abandono, os corruptos de Brasília especialmente, tornaram-se podres de ricos e estenderam esta condição aos seus filhos e até netos, fora os amigos cúmplices dos rombos que fizeram em todos os setores governamentais. Destarte, nos faltam todos os requisitos básicos para uma vida digna e até comida tem faltado nas mesas já desprovidas de nutrientes de mais de 50 milhões de brasileiros, que se alimentam tão mal, que as doenças surgem inevitavelmente, e aí começa outro martírio peculiar a países bandidos: a falta de saúde pública. Adoecer no Brasil tornou-se tão comum que em todos os hospitais públicos há insuficiência de leitos de tão grande que é a demanda; some-se a estas mazelas o fato de que a medicina privada engoliu o Sistema Único de Saúde (SUS), tirando dos pobres o direito de ter um plano de saúde pública eficaz como é o SUS no papel, mas não resiste a maneira desonesta com que as autoridades se comportam, através de cartéis que favorecem a medicina privada.

Na educação temos enveredado de ladeira a baixo e várias estatísticas nos colocam como um país de péssima educação, com faculdades em excesso formando milhares de profissionais sem qualidade e milhares deles concluem seus cursos superiores sem no entanto nunca conseguem ter um emprego e quando conseguem ter ganham salários miseráveis; um número enorme de analfabetos e semi analfabetos, estudantes secundários que não conseguem resolver nem uma simples equação de 1º grau, advogados sem retórica nem eloquência, professores que não possuem o obrigatório hábito da leitura, médicos que não sabem aferir pressão arterial etc, etc, etc. Nossa segurança pública sofre demasiadamente pela falta de sensibilidade dos que comandam esta nação, que não dão aos nossos agentes de segurança salários e equipamentos dignos e o que vemos é uma infinita barbárie praticada contra policiais nas cidades grandes e nem ao menos podem colocar seus uniformes nos varais para não serem mortos pelos criminosos de plantão. E a justiça! Ah, a justiça! Era nossa grande aliada em um passado distante, entretanto hoje, torna-nos órfãos, seguindo as leis bandidas do Brasil, deixando fora das grades muitos e muitos corruptos que são responsáveis diretos por nossa pobreza. Restava-nos a imprensa, mas esta também trilhou o mesmo caminho, omitindo a verdade, criando factoides e se dividindo conforme suas preferências por corruptos e bandidos de estimação.

Facebook Twitter Email