O Sabadão – A sujeira da cidade maravilhosa

Por Sérgio Leão

No passado era motivo de orgulho dizer: sou carioca da gema. Afinal era o Rio de Janeiro a grande menina dos olhos do povo brasileiro e dos milhares de turistas que desembarcavam no  Brasil, para conhecer as inúmeras riquezas naturais e culturais, sendo a cidade maravilhosa um destino certo para se encontrar os mais lindos atrativos nacionais. Mas o tempo passou e as lindas e muitas riquezas foram paulatinamente dando lugar a uma sujeira que transformou o Rio em um antro de corruptos, traficantes, mafiosos do futebol, bicheiros e playboys da mais absoluta inutilidade, inclusive com envolvimento no meio artístico e na imprensa. O que me levou a escolher este assunto para o Sabadão de hoje, foi a recente prisão de três deputados cariocas e a tentativa da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ) de barrar a ação da justiça. No blog do jornalista Luís Nassif, encontrei um pouco do que podemos chamar de sujeira total da cidade maravilhosa, que durante anos foi a capital federal e sede da PETROBRÁS, BNDS e Universidade do Brasil, e mesmo assim seus políticos nunca conseguiram expressão nacional a não ser em segundo plano ou como laranjas, como foi Chagas Freitas do Jornal o Dia, um laranjão do governador paulista Adhemar de Barros.

A sujeira está nos morros onde o tráfico impera e desmoraliza as autoridades; no futebol onde o velho corrupto Ricardo Teixeira comandou durante anos a bandalheira do esporte preferido do povo carioca; no jogo de bicho que comandou os desfiles das escolas de samba, onde também prevalece o crime. Porém é na política que a malandragem carioca tem encontrado abrigo para surrupiar tudo que é de direito do povo carioca, e o que antes era um colírio, é agora um argueiro nos olhos dos cidadãos de bem da cidade do Rio de Janeiro, uma cidade quebrada que não cumpre nem um compromisso social com seu povo. Com uma política interna de extrema mediocridade e uma quantidade de corruptos acima da média, o povo carioca tem o péssimo hábito de eleger sucessivas vezes os mais cínicos dos gestores das grandes cidades brasileiras, como: Moreira Franco, Anthony e Rosinha Garotinho, Eduardo Paes, Cesar e Rodrigo Maia, Eduardo Cunha, Pesão etc. Para completar ainda tiveram a infelicidade de elegerem um baiano debochado e desmoralizador dos bons costumes: o tal do Jean Wyllys, que tem mostrado o mais desmoralizado caráter que um ser humano pode ter. A pocilga se agiganta quando encontramos os nomes de Eduardo Cunha, um evangélico dissimulado e nojento que de dentro da cadeia ainda usa sua insanidade para comandar a indecência nacional e Sérgio Cabral, um carioca da gema que tem a cara da safadeza e nem na prisão é respeitado pois os presos comemoram o seu padecer no mesmo patamar que o diabo foge da cruz.

 

Festival de Bolos e Doces será em Serra Negra com 42 stands

A Serra Negra foi o local escolhido para mais uma edição do Festival de Bolos e Doces de Bezerros. Esse ano, o formato do evento trará novidades como e será dedicado também à gastronomia  e cultura. Em parceria com o SEBRAE, trata-se uma rodada de negócios com 87 empresas distribuídas em 42 stands, que serão como uma vitrine para demonstrarem alimentos, pratos e produtos de artesanato peculiares de Bezerros, nomeada desde o ano de 2013 como a Capital de Bolos e Doces de Pernambuco, através da lei estadual 15.125.

Conhecida pelo turismo ecológico, o distrito de Serra Negra também irá sediar sua primeira mostra cinematográfica: o Curta na Serra. Tendo como pano de fundo uma das mais bonitas paisagens do interior do Estado.

Em Bezerros, as fábricas de bolos, doces e bolachas empregam centenas de pessoas. Todo semana, milhares de produtos são exportados para estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e outros.

A estrela das iguarias sem dúvida é o Bolo Barra Branca, que estará presente para degustação e venda durante o festival que começa no dia 24 e segue até o domingo, 25 de Novembro. Confira a programação.

 

Vídeo mostra real situação da barragem de Jucazinho por um ângulo que ninguém nunca viu

O Jornal do Commercio foi até a cidade de Surubim e verificou o trágico cenário que envolve uma das maiores barragens de Pernambuco. A situação é seria e preocupante. Mesmo com as chuvas dos últimos meses, Jucazinho não acumulou água e mostra o contrário, cenário de seca e morte.

Homens são presos acusados de praticar assaltos fantasiados de Papangu

Na manha deste feriado (15), policiais militares da ROCAM realizavam rondas no bairro da Gameleira em Bezerros/PE quando receberam informações do SD Geraldo Silva que 02 indivíduos em atitudes suspeitas estavam em 01 moto Broz Vermelha de placa OYR-0077 com restrição de roubo. Além disso, estavam também com capacete de viseira escura e fechada, seguindo sentido Sítio Campestre. De imetiado o deslocamento foi feito até o local quando o efetivo se deparou com os indivíduos entrando no matagal a pé.

Após a abordagem aos mesmos, foi solicitado o apoio da equipe Caça Homicida. Ao notarem que a casa havia caído, os elementos contribuíram com o efetivo e ajudaram os policiais localizarem a moto utilizada nas ações criminosas, além dos capacetes. Nas casas de José Josias dos Santos de 21 anos e Edvaldo Jair da Silva de 24 anos vários produtos foram localizados: 18 celulares, dezenas de carcaças, 01 casaco e 03 máscaras utilizadas nos crimes.

A ocorrência, que durou cerca de 12 horas até o final, resultou na prisão em flagrante dos dois elementos que já foram reconhecidos por várias vítimas. Inclusive, se você foi vítima ou conhece alguém que tenha sido, procure a delegacia de Bezerros imediatamente para que os criminosos paguem pelos crimes cometidos.

Bezerros 24h

Blog do Magno – Municípios no fundo do poço

O inferno da crise econômica brasileira tem derrubado vertiginosamente a aprovação de prefeitos em todo tipo de município. No vermelho, as prefeituras têm sido obrigadas a diminuir investimentos, contingenciar serviços públicos e, em última instância, cortar na carne, demitindo funcionários, a maioria, vale ressaltar, apadrinhados do prefeito da vez. Se tem uma coisa que deixa prefeito maluco é ter que demitir; sobretudo nas cidades pequenas, onde a maioria dos eleitores trabalha na prefeitura. É perda de voto na certa!

Em Pernambuco não é diferente. O assunto foi tema, anteontem, de uma Assembleia Geral Extraordinária da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), no Recife. Nas palavras do presidente da entidade e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, a reunião foi a “mais difícil dos últimos tempos devido às medidas drásticas necessárias que os gestores estão tomando para conter a crise: demissões, diminuição de cargos, corte de gratificação e dos serviços prestados à população”.

De acordo com a Amupe, cinco mil servidores, entre comissionados e contratados, já foram demitidos este ano nas prefeituras pernambucanas. E a triste previsão é que novas demissões ocorram até o final de 2017, aumentando ainda mais a massa de desempregados no Estado e no País. Isso sem falar na redução das políticas publicadas já defasadas há décadas.

Os prefeitos pernambucanos querem que a União envie um auxílio financeiro estimado em R$ 169 milhões para as que as prefeituras consigam honrar salários e pagar o 13º dos servidores. Em todo Brasil, o pedido de ajuda chega à cifra de R$ 4 bilhões.

A reunião da Amupe, que teve a participação de mais de 100 municípios, abriu em Pernambuco uma campanha da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) junto com as associações municipalistas. “Não deixem os municípios afundarem” é o tema da campanha. Contudo, pelos sinais que o Governo Federal tem dado, a boia não será jogada nem tão cedo. E as prefeituras chegarão mesmo ao fundo do poço. É um verdadeiro salve-se quem puder.

Blog do Magno

Programa Giro Policial da 104 FM já campeão de audiência

Roberto Silva está de volto aos rádios bezerrenses, dessa vez na 104 FM no Programa Giro Policial às 7:30. Foto: Ricardo Lima

A 104 FM recebeu de braços abertos na manhã desta segunda-feira (13 de outubro) um de seus filhos que por aqui também deu seus primeiros passos na comunicação, o repórter policial Roberto Silva que há nove anos estava afastado da emissora, retornou a sua casa. Roberto iniciou sua carreira na Rádio Maria FM, hoje denominada 104 FM de Bezerros. O seu mais novo projeto é o programa Giro Policial que vai ao ar de segunda à sábado das 7:30 às 8:00. A direção da emissora também levará o comunicador aos domingos, no horário das 10hs até as 12hs com o comando do programa Roberto Carlos em Detalhes, isso a partir de 03 dezembro.

A emissora comemorou o pico de audiência, e garantiu que está cuidando de todos os detalhes para crescer juntos com a comunidade. A direção relatou ainda que as parcerias entre os principais veículos da cidade, como o Bezerros 24 horas, o Fala Rinaldo, o Boletim Esportivo e o site Bezerros Agora, têm favorecido ao crescimento de todos. Essa unidade é o que vem fazendo a diferença, disse Ricardo Lima diretor de Programação.

Em tempos de crise e falta de dinheiro, setores públicos investem em gastar com eventos

Em tempos reais de falta de dinheiro nos cofre públicos, e com atrasos de pagamento para cumprir a folha de pagamento dos servidores. Algumas prefeituras investem em realizar eventos artísticos, deixando assim os meses subsequentemente cada vez mais incerto. Um grande exemplo disso é a cidade vizinha de Sairé, que embora detenha um FPM menor que ao de Bezerros, realizará um grande evento, que por sinal é tradicional. A grandiosa Festa da Laranja, deverá movimentar pouco a economia da cidade, que sequer disponibiliza de redes de hotéis e pousadas. Sobre tudo nomes como Pablo, Cavaleiros do Forró e o cantor e Luan estilizado, já foram confirmadas pela Prefeitura. O evento acontece entre os dias 24, 25 e 26 de novembro.

Já a cidade de Bezerros, especula que não realizará o evento tradicional de fim de ano, tudo em respeito a crise econômica que assola os municípios, na tentativa de cumprir com o pagamento dos servidores, e dos seus respectivos décimo terceiro. Mas o governo estará realizando o festival de bolos e doces em Serra Negra, o evento acontecerá entre os mesmos dias da Festa da Laranja em Sairé, e ao contrário de altos investimentos como em eventos anteriores, o festival contará com exposição de filmes e apresentações culturais. A tentativa em realizar o evento com os pés no chão, é uma forma de não custear muita despesas, já que algumas atrações do São João da Serra, estão sem receber até o momento.