Programa Conversa Afiada comemora 2 anos

A radio 104 FM tem muito o que comemorar, essa semana precisamente no dia 02/07, o programa Conversa Afiada entrava no ar no ano de 2017. Uma parceria com os principais veículos de comunicação da cidade: Bezerros Agora, Bezerros 24 horas, Fala Rinaldo, Boletim esportivo e a 104 FM tornaria um programa com olhar crítico das coisas e capaz de unir opinião respeitando a dos ouvintes. Foi assim a ideia central, relata Sandro Silva um dos idealizadores do programa.

Neste último sábado o programa em sua edição especial foi dedicado à Dona Iraci ouvinte fiel, mãe do contador Marcos Gomes, que completou ano essa semana, e os ouvintes receberam um presente especial, diversos sorteios aconteceram ao longo do programa.

Folc Popular comemora 18 anos

Este sábado, dia 06, ficou marcado pelas comemorações do Grupo de Danças Folclóricas Folc Popular, um ícone da cultura bezerrense, que já alçou voos distantes para representar a cidade dos papangus, em festivais de dança e cultura popular pelo Brasil. Na verdade o grupo começou em 1995, no Clube de Assistência Social Nossa Senhora das Dores (CASNSD) sob o comando da professora Milleide Santos, que não imaginava chegar tão longe, pois não era esse o seu objetivo, afinal ela era professora em sala de aula. Entretanto, com a chegada em Bezerros do coreógrafo olindense Carlos Marques, todos os componentes do grupo foram fazer parte de outro grupo famoso na cidade, o Papanguarte, onde permaneceram até 2001, quando Milleide resolveu trilhar seu próprio caminho e fundou o Folc Popular.

Daí por diante o grupo passou a se destacar em vários festivais de danças folclóricas pelo Sul do Brasil, participando de um intercâmbio, levando a nossa cultura a cidades daquela região, como: Piratuba, Saranduba, Machadinho, Cascavel e Blumenau, onde aconteceu o auge do grupo, em razão da grandeza do evento. O sucesso em Blumenau foi tão grande que o grupo voltou a se apresentar por seis anos consecutivos sendo destaque no FestFolk de Blumenau. A primeira apresentação fora de Bezerros no entanto, foi em Olinda no Centro de Convenções, onde o grupo apresentou o espetáculo carro chefe, Papangus em Folia e Nordeste em Festa, em evento que contou com a presença do governador do estado e várias autoridades pernambucanas, que aplaudiram calorosamente os dançarinos bezerrenses.

Segundo nos informou a professora Milleide, desde 2001, já passaram pelo Folc Popular, 1.543 jovens bezerrenses que além da dança, tiveram aulas de boas maneiras, sexualidade, drogas, saúde, higiene e comportamento. Atualmente o grupo é presença garantida no Carnaval dos Papangus e São João da Serra Negra e já esteve duas vezes no Festival de Cultura de Passa e Fica no Rio Grande do Norte. A festa de comemoração reuniu os dançarinos de longas datas, chamados carinhosamente de veteranos e os novos jovens que compõem o grupo. Os veteranos deram um verdadeiro show de coreografia revivendo os áureos tempos e assistiram um vídeo com momentos inesquecíveis , e vibraram muito ao verem suas performances ainda crianças; Em ritmo de confraternização o cantor Luizinho Moreno fez uma apresentação e assim foi encerrada a festa de 18 anos do Grupo de Danças Folclóricas Folc Popular.

O Sabadão – Polícia X Leis X Bandidos

Por Sérgio Leão

Há muito tempo temos acompanhado o interminável confronto travado entre policiais e bandidos no Brasil, que tem causado baixas irreparáveis nos agentes de segurança do governo, principalmente na Polícia Militar de vários estados, sendo São Paulo e Rio de Janeiro líderes nas estatísticas macabras, que atestam as mortes de policiais em serviço, ou não, diariamente. Policiais que atuam diretamente no combate ao crime, estão sempre sob a mira das poderosas armas do crime organizado e ainda por cima são constantemente assediados por órgãos de defesa dos tais direitos humanos, continuamente dispostos a defenderem os meliantes. É absurdamente inaceitável que as leis brasileiras não passem por uma ampla reforma, pois o que vemos é a bandidagem sendo mais beneficiada do que punida; em detrimento dos policiais que até numa simples audiência de custódia podem ser preteridos pelas autoridades. O que me levou a fazer este comentário foi o episódio desta semana, quando um policial militar foi covardemente assassinado por bandidos, em um assalto na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, aqui em Pernambuco. As polícias de Pernambuco e da Paraíba foram a captura dos assaltantes e após intenso tiroteio, tombaram, para a alegria geral da população, oito bandidos, e entre eles estava um vereador e duas mulheres sendo uma delas funcionária do supermercado, que facilitou tudo para o bando, passando as informações necessárias para o desfecho do sinistro que acabou com a morte do policial e dos oitos bandidos.

A população fez festa com a chegada dos corpos amontoados durante o percurso até a delegacia e depois para o necrotério, sendo necessário reforço na segurança, mesmo com o bando já sem vida, pois parecia que o povo queria pegar  os bandidos de novo. O povo brasileiro não suporta mais a violência que sofre em todos os lugares, e tem apoiado literalmente ações policiais como esta, mesmo esbarrando nas leis do país, que permite brechas para os bandidos e punições severas para policiais em cumprimento do dever. Desta feita, espera-se que os policiais envolvidos sejam inocentados, até porque na caçada imprimida, foram surpreendidos pelos assaltantes, que os receberam a tiros e enfim a ração foi imediata, causando  a suspensão  definitiva dos CPFs dos marginais. Mesmo assim, são poucas as esperanças do povo de bem deste país, em razão das constantes decisões judiciais em favor dos fora da lei, dentro das brechas  existentes no nosso código penal, que manietam os nossos magistrados, obrigados a seguirem as leis, mesmo que estas não sejam justas. E tem ainda o Ministério Público, que já anunciou uma investigação sobre a conduta dos policiais envolvidos no episódio de Santa Cruz do Capibaribe; sem se falar no tal “direitos dos manos”, OAB e até religiosos de algumas igrejas que defendem a vida para bandidos cruéis. E a não ser que haja modificações efetivas nestas leis veremos uma saída, o que dificilmente ocorrerá, porque para isto, teríamos que ter a aprovação do congresso, e aí não dá pra se esperar nada de bom, visto que muitos dos legisladores congressistas estão mais para bandidos do que para paladinos da justiça.

Beneficiários recebem casas do Residencial Campestre

Após uma série de ajustes e reuniões, os beneficiários contemplados no Residencial Campestre receberam as chaves dos empreendimentos nesta quinta-feira.

Ao todo são 240 famílias que passarão a morar na própria residência, sem precisar mais pagar aluguel. O evento foi organizado pela Caixa Econômica Federal e entidades parceiras como a Secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos que disponibilizou toda equipe de apoio.

Defesa Civil também esteve presente, alguma mas das famílias receberam as casas dentro do projeto Operação Reconstrução, ainda do ano de 2010.