O Sabadão – Pra não falar de um assunto só!

Por Sérgio Leão

Benesses dos criminosos brazukas
Dizer que o crime não compensa neste país é no mínimo incoerente pois temos um número de criminosos tão grande que alguns juízes andam expedindo alvarás de solturas sob  a alegação que não há mais condições de se suportar a superlotação das penitenciárias brasileiras, o que é verdade, entretanto é inconcebível que esta seja a única solução encontrada pelo poder judiciário brasileiro, que se vê manietado pelas leis criadas por congressistas no Distrito Federal. Este tipo de solução coloca a população a mercê da sanha satânica dos criminosos que são beneficiados pelas brechas destas leis, e na grande maioria das vezes tornam a delinquir e muitos deles já cometem os mesmos crimes, no primeiro dia de liberdade, caso dos estupradores, por exemplo. Dentre as leis bandidas deste Brasil bandido, estão as saidinhas temporárias, concedidas a verdadeiros monstros da nossa sociedade, como ocorrerá neste final de semana quando assassinos (as) de crianças serão libertados (as) por 05 dias para curtirem o dia das crianças com as famílias; é algo tão constrangedor quanto criminosos (as) que matam os próprios pais receberem o benefício no dia dos pais ou até condenados a 20 anos de prisão, terem o privilégio de ficarem só 07 anos por  trás das grades, mesmo tendo cometido crimes hediondos como esquartejamento.

Nordeste um paraíso em decadência
Esta semana foi comemorado o Dia do Nordestino, fato bastante comorado por todos nós, principalmente nas redes sociais, onde abundaram comentários positivos sobre a nossa querida região, possuidora das mais belas praias e paisagens brasileiras; o nosso litoral é mesmo um paraíso na terra e atrai milhões de turistas do mundo inteiro. Entrementes, paralelamente a nossa riqueza natural, habita uma situação vexatória, pois somos, estatisticamente comprovado, a região mais pobre e mais violenta o país, além de termos o maior índice de desemprego, o maior número de analfabetos e ainda o maior número de desdentados (as). Nossos presídios são os piores do Brasil e a nossa educação está bem abaixo da normalidade; de saúde pública nem precisamos falar, de tão escasso que é o atendimento a população carente. Pra completar o cenário temos os políticos mais safados do mundo e agora mais de 140 praias nordestinas estão contaminadas por um vazamento de petróleo cru, que vem dizimando os animais marinhos e certamente irá afastar os turistas do nosso paraíso, em franca decadência.

Mutirão de saúde da mulher vai ofertar exames de mamografia

Vivenciando a Campanha Outubro Rosa, a Prefeitura de Bezerros, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, programou uma grande ação voltada para a saúde e bem-estar da mulher. No dia 24 de outubro, serão ofertados serviços de saúde e cidadania itinerantes, com a presença do MAMABUS, Unidade Móvel para realização de mamografia, além do exame citopatológico, corte de cabelo, manicure, palestras e orientações, entre outros. A iniciativa também tem a participação da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e da Coordenadoria da Mulher. Tudo acontece a partir das 9h, no pátio que fica em frente à Prefeitura de Bezerros.

Outubro Rosa
O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 1990. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

Governo vai cobrar devolução de R$ 5,8 milhões pagos indevidamente no programa Bolsa Família

No total, 5,1 mil ex-beneficiários estão sendo convocados para apresentar defesa; caso os recursos não sejam devolvidos, famílias serão inscritas em cadastro de devedores
O Ministério da Cidadania começou a convocar mais de cinco mil ex-beneficiários do Programa Bolsa Família a devolverem recursos recebidos indevidamente — o maior processo de cobrança de ressarcimento de repasses promovido pela Pasta. No total, o governo federal está emitindo cobranças no valor aproximado de R$ 5,8 milhões aos cofres públicos.

As pessoas foram identificadas a partir de auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) e de cruzamento de dados com o Tribunal de Contas da União (TCU). Isso porque há a suspeita de que essas pessoas tenham prestado informações irregulares intencionalmente ao Cadastro Único para Programas Sociais ou tinham renda superior ao permitido para participar do programa.

Para o secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, a inciativa mostra o empenho do governo federal em combater as irregularidades e garantir que o benefício chegue a quem realmente precisa. “Isso é importante por dois motivos: primeiro, temos muita gente que precisa desse dinheiro. Embora sendo pouco, ajuda no combate à extrema pobreza. Segundo, por uma questão de justiça esse repasse não pode ser dado a quem usou de maneira indevida essa oportunidade, que seja devolvido”, apontou o secretário.

Cartas com aviso de recebimento estão sendo enviadas às famílias identificadas já com a Guia de Recolhimento da União (GRU) no valor previsto pelo governo federal. Os beneficiários têm até 30 dias para apresentar uma defesa ao Ministério da Cidadania. Caso a defesa não seja apresentada, os ex-beneficiários têm o mesmo período para pagar a guia. O não pagamento implica na inclusão do nome no Cadastro Informativo de Créditos não quitados do Setor Público Federal (Cadin) e no sistema de cobrança do Tribunal de Contas da União (e-TCE).

O secretário nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, explica que as famílias que quitarem o débito com a União poderão ser selecionadas para retornar ao benefício após um ano, se atenderem às regras para participar do programa e após passar por um processo de averiguação das informações. “Não pagando, entrando no cadastro de devedores, as famílias têm limitações para fazer empréstimos, financiamento, abertura de contas, além de não conseguirem certidão negativa de débito junto à União. Isso faz então que ela tenha a sua vida financeira bastante complicada caso não regularize sua situação”, explicou. Falcão reforçou que o pagamento da guia encerra o processo imediatamente.

A primeira cobrança de recebimentos indevidos foi realizada em 2018 recuperou um milhão de reais aos cofres da União.

Conquiste seu Emprego – Qual sua pretensão salarial?

Muitos candidatos temem quando são questionados na entrevista quanto a pretensão salarial, respondem de diversas maneiras, as mais usadas são: Negociar/Combinar; O piso da categoria; Segundo as suas atribuições ou O que o mercado está pagando.

O intuito dessa pergunta é uma só: A empresa realmente quer saber se o candidato só quer a vaga pelo salário ou se deseja contribuir para o seu desenvolvimento e resultado da mesma.

A estratégia que montei é apenas uma base, para que cada candidato possa compor a sua fala de forma inteligente e estratégica, pois a situação pode mudar de acordo com cada empresa, cargo e categoria de profissional

Então vamos lá:

1- Negociar/Combinar:
A empresa não vai negociar, ela já tem em mente o salário que vai pagar e não vai mudar de acordo com a sua resposta, pois ela tem uma quantidade enorme de pessoas querendo a vaga.

2- Piso da categoria:
Dizer que quer ganhar o salário da categoria fica complicado, pois nenhuma categoria está ganhando o salário da categoria, nem no serviço público, quem dirá no privado.

3- Segundo as suas atribuições:
Dar essa resposta é dizer que você vai querer ganhar muito mesmo, pois suas atribuições serão muitas e se for receber por elas ganhará mais que o dono.

4- O que o mercado está pagando:
O mercado está pagando muito pouco, você também não deve dizer que quer ganhar os que todos ganham, pois você tem o seu diferencial e precisa mostrar ele, mas pra isso precisa entrar na empresa.

5- O salário é a consequência!
Lógico, pois se não tem como negociar, nem receber o salário da categoria, muito menos de acordo com as suas atribuições, no mínimo você terá que ser estratégico, evidenciando que quer trabalhar e mostrar primeiro seu potencial para empresa. Se realmente você for bom a empresa vai valorizar e o seu salário será a consequência, até porque a mesma terá que pagar um salário de toda forma, nem que seja o mínimo, mais de graça você não trabalhará.

Flávia Albuquerque
Consultora de Carreira
Gestora de Recursos Humanos
MBA em Psicologia Organizacional
@conquisteseuemprego
@flaviaconsultoradecarreira