Outras mulheres reconheceram homem acusa de estupro. “Maníaco”, classificou delegado

O homem suspeito de cometer um estupro contra uma mulher na cidade de Bezerros, já teria cometido esse tipo de crime contra outras mulheres, em diferentes cidades do Agreste. O homem foi localizado em Bezerros, por cometer um estupro contra uma mulher de 40 anos, grávida de dois meses.

Ela denunciou no sábado, na Delegacia de Bezerros, onde ele está preso. Nessa terça (4), a vítima cruzou com o homem, e ele tentou capturá-la novamente e repetir o crime. Ela conseguiu fugir e avisou à Polícia Militar, que o prendeu e o levou à delegacia.
O crime

O suspeito trabalhava como flanelinha em algumas cidades. Outras vítimas do homem já apareceram. “Trata-se de um maníaco, porque já tem antecedentes pelo crime de estupro, vários outros antecedentes criminais, e chegaram a aparecer outras vítimas”, disse o delegado Igor Nogueira. Duas outras possíveis vítimas compareceram à delegacia, um caso acontecido em Bezerros, e outro em Sairé.

Da TV Jornal

Governo vai montar polos regionais para retomar vacinação em grávidas e puérperas

O governo de Pernambuco anunciou, nesta quarta (12), que vai usar doses da Pfizer para voltar a vacinar contra a Covid grávidas e puérperas, com ou sem doenças pré-existentes. Para isso, será feita a distribuição a partir de quatro polos regionais: Recife, Olinda e Jaboatão, para a Região Metropolitana e Zona da Mata, Caruaru, para o Agreste, e Serra Talhada e Petrolina, para o Sertão.

Nesta quarta, a vacinação contra Covid-19 de grávidas e puérperas (mulheres que tiveram bebê há até 45 dias) sem comorbidades foi suspensa pela Secretaria Estadual de Saúde. O estado seguiu a determinação do Ministério da Saúde.

O ministério decidiu, na noite da terça-feira (11), que a vacinação de gestantes e de puérperas no Brasil contra a Covid-19 deve ser restrita somente às mulheres com comorbidades (doenças pré-existentes) e elas devem receber apenas as vacinas CoronaVac e Pfizer.

A criação dos polos de distribuição de Pfizer foi anunciada pela Secretaria Estadual de Saúde e por gestores municipais depois da a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), nesta quarta.

Essa ação teve aprovação do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19.

País no mapa da fome e presidente ostentando com picanha de R$ 1.799 reais

No último domingo (9) houve fartura no Planalto . O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e sua esposa, Michelle Bolsonaro, fizeram um churrasco no palácio com convidados como o artista plástico Romero Britto e o ator Eri Johnson. O cardápio? Picanha de gado da raça wagyu, de origem japonesa, por R$ 1.799,99 o quilo. Uma peça tem em média R$ 350 g e custa cerca de R$ 600.

A comemoração teve, ao menos, duas dessas picanhas, como apurado pela Folha de S. Paulo. Isto é – R$ 1200 em 700 g de carne, enquanto o Brasil volta a fazer parte do mapa da fome.

O churrasqueiro contratado veio de Belém do Pará, e atende pelo apelido Tchê. Ou por “Churrasqueiro dos Artistas”, do Frigorífico Goiás. Em seu Instagram, ele publicou fotos com celebridades que estavam no local, ministro de Estado e com o presidente.

IG

Paulo Câmara sanciona lei que regulamente atividades religiosas em Pernambuco

O governador Paulo Câmara sancionou, nesta segunda-feira (10.05), a lei que garante a realização de atividades religiosas durante a situação de calamidade pública instalada no Estado, em razão do novo coronavírus. A lei prevê a observação dos protocolos sanitários estabelecidos. A assinatura aconteceu durante solenidade realizada, por meio de vídeoconferência, com a presença de parlamentares da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Desde o dia 23 de abril, está permitida a realização de celebrações religiosas presenciais, sem aglomeração, em igrejas, templos e demais locais de culto, das 5h às 20h de segunda à sexta-feira, e das 5h às 18h nos finais de semana e feriados, com 30% da capacidade de ocupação e limite máximo de 100 pessoas. De acordo com a publicação, em situações excepcionais, o poder Executivo poderá determinar restrições quanto à realização presencial das atividades.