Temer diz que está disponível se o Brasil “precisar”

O ex-presidente Michel Temer (MDB) afirmou durante entrevista que não descarta disputar ao Palácio do Planalto no ano que vem se houver conjuntura indicando que ele “é a solução”. O emedebista, no entanto, pontuou que a candidatura é apenas um hipótese, caso haja uma grande mobilização nacional pelo seu nome na disputa.
“Essa chamada terceira via, confesso que não está no meu horizonte. Entretanto, devo dizer, apenas por hipótese, se em um dado momento houver uma conjunção nacional, com vários setores, quase um Brasil inteiro dizendo que ‘ele é a solução porque já teve experiência, etc’, aí posso examinar”, respondeu quando questionado sobre a possibilidade em entrevista à RecordNews, nesta quarta-feira 1º.

Temer começou a dar indícios sobre uma eventual candidatura desde que protagonizou, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o episódio da “carta de recuo” sobre as manifestações do 7 de setembro. Orientado pelo veterano na política, o presidente divulgou uma “Declaração à Nação” dois dias após os protestos, na qual afirmou que nunca teve “intenção de agredir quaisquer dos Poderes”.
Além disso, Temer defendeu que seu nome pode aparecer como “solução” por conta de sua experiência no cargo, que assumiu após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), de quem era vice.

Atualmente, nos bastidores, fala-se no nome da senadora Simone Tebet (MS), caso o MDB decida lançar uma candidatura própria à Presidência da República. Simone ganhou os holofotes pela sua participação na CPI da Covid pela bancada feminina da comissão.

JC

Em novo acordo, iluminação da BR 232 de Bezerros será reativada

Durante uma reunião com o CEO da Empresa Neoenergia Pernambuco (antiga Celpe), Saulo Cabral, junto com Mendonça Filho, a prefeita de Bezerros, Lucielle Laurentino, firmou a religação da iluminação pública no trecho urbano da BR-232, que corta o município. Segundo a concessionária de energia elétrica, o serviço de religamento da iluminação começará a ser executado a partir de dezembro deste ano.

O trecho em questão está desligado desde 2005. Ou seja, são 16 anos de uma disputa judicial sobre quem é a responsabilidade pela manutenção e pagamento da iluminação da via. Em outubro de 2020, o município chegou a assinar um “protocolo de intenções/acordo inter partes” junto à então Celpe, no entanto, o documento não justificava a motivação do ato, sendo considerado nulo no processo.

Após o encontro com a gestora bezerrense, que estava acompanhada pelo ex-ministro Mendonça Filho, o diretor da Neoenergia Pernambuco garantiu que os trabalhos serão retomados já em dezembro. Ao todo, mais de 600 lâmpadas comuns devem ser trocadas na via, além de serem substituídos os braços, postes e fiação de todo o trecho urbano da BR.

Texto assessoria de Imprensa Prefeitura