Coluna Politicando

O ano novo traz consigo a esperança de dias melhores. Aliás, todo recomeço é bom porque nos concede a oportunidade de vislumbrar novos “ares”, de planejar nossas vidas e buscar acertar onde erramos no ano que se passou. Todo o cenário de ano novo é fantástico por literalmente nos faz acreditar que é possível alcançar o que não conseguimos até agora. Vamos politicar?

1. Queimas de fogos de artifícios – Quando a Prefeitura acerta alguns veículos de comunicação não demonstram os acertos. Até já citamos aqui em outras colunas que o posicionamento políticos de algumas pessoas que fazem o papel de imprensa na cidade, “manchou” literalmente a imagem do ofício de fazer imprensa. A turma do quanto pior melhor sequer sabe fazer o balanço das coisas. A queima de fogos da passagem de ano foi mais um exemplo, em anos anteriores imagens e até transmissões aconteceram em devidas páginas que mantiveram esse ano o silêncio da maior prova de que: “se bonito for eu não mostro”.

2. Primeiro Grito de Carnaval – Uma multidão se concentrou no tradicional QG do Frevo para saudar o ano novo. As bandas deram um show a parte, mas quem agradou bastante foi o bezerrense Henrique Barbosa que trouxe ao palco diferentes ritmos para sacudir a galera literalmente. Vale ressaltar que ele foi o artistas que se consagrou a segurar cerca de 5 horas de um baile municipal que a atração principal faltou. Barbosa é um bezerrense arretado que vem ganhando destaque no cenário musical, por carisma e responsabilidade. Algo que faltou em alguns artistas que acham que o caminho é largo, não só de potencial vive um músico. O sucesso tem que ser alinhado ao compromisso.

3. Concurso Público do Poder Legislativo – Perguntar não ofende: Se há tanta pressa em realizar o concurso público dos servidores da Câmara de Vereadores de Bezerros, porque a mesma matéria foi rejeitada, quando colocada em pauta no primeiro ano de legislatura?

4. Ainda em Pauta – Vereadores devem tentar aprovar ainda junto com o concurso público uma matéria muito polêmica e que não está sendo divulgada oficialmente. Trata-se de que o presidente da casa não tenha mais o monopólio de nomear os assessores do respectivo poder. Em prática é dele o poder da caneta de nomear mais de 30 assessores, sendo ele o responsável por indicar e deixando os demais vereadores de mãos atadas ne indicação. O novo projeto que está em discussão de bastidores, concede a cada vereador poder ter a “força política” de indicar seus assessores, sem a prerrogativa única do presidente da casa.

5. Faltando água na sua casa? – O problema de falta de água nos bairros de Bezerros é de longe, e me parece que não é fácil solucionar. A cidade tem um gerente altamente responsável, de tamanho contato social. O jovem João Paulo tem sido ímpar em tentar solucionar um problema de dezenas de anos que a cidade enfrenta. O que não é permitido é setores da política querer “rifar” o jovem gerente, apontando-o como principal causador dos problemas, o que sabemos que não é. João Paulo é um funcionário que vem tentando minimizar os problemas de fornecimento, que enfrenta a distribuição com encanação velhas e desgastadas. E se esse trabalho crucial que ele vem fazendo, vem gerando ciúmes de algumas lideranças, é porque as coisas estão indo em duração a solução. Na política é mais fácil ser a vidraça que a pedra. E esse é o que parece ser o papel de João.

6. Novos nomes da Política – Cada vez que novas pessoas tentam ingressar na política, os bombardeios começam a surgir, que o diga as lideranças como Rinaldo Luiz, o próprio João Paulo citado acima, Manoel Melo, Antônio Amorim, Rogério de Natal (Encruzilhada) e tantos outros. Que ao serem citados como pré-candidatos, começam a levar perseguição de uma minoria que acha que cargo eletivo é cargo feito concurso público. Esquecem que estão na função de passagem e que tudo é passageiro. Como dizem a vida é uma roda gigante.

7. Bezerros recebeu 1.7 mi do Pré sal – Os municípios brasileiros receberam um recurso exclusivo para investimentos do Pré sal. A pergunta que não quer calar é o que será feito com o dinheiro, em uma cidade com tantos problemas, não falta quem queira opinar no que o prefeito Breno Borba deve investir. Uns seguidores achan que o prefeito deve tentar balancear as contas públicas, haja visto que há um déficit considerável. Outro segmento acredita que Borba deva investir em pavimentação de ruas e em pórticos para as duas entradas principais da cidade. Eu espero que seja bem investido, e torço que assim será.

8. Prévia de Carnaval – Já começa agora em maio o clima eleitoral da cidade. A oposição já deve colocar o bloco literalmente na rua. O anúncio partiu de um veículo de comunicação que participa ativamente das decisões da oposição a Breno Borba. A expectativa é que um trio elétrico com banda se concentre em frente ao BNB clube e saia pelas ruas. A banda trata-se de um artista não conhecido, mas que usa sua imagem ligada a Wesley Safadão, já que é primo do artista. Deve participar do bloco as lideranças que foram protagonistas no calendário distribuídos pela oposição. Só esperar para que Bezerros não dê o pontapé para o retorno dos “showmícios”.

9. Atrações do Baile Municipal – A secretaria de Turismo apostou em atrações genuinamente pernambucanas para abrilhantar a 18º edição do Baile mMunicipal, André Rio, Maestro Spok e Marrom Brasileiro vão fazer a turma da fantasia no baile sair do chão. A frase que vai ser utilizada em campanha foi perfeita ao meu ver: “Pernambuco se encontra aqui”, foi buscada com maturidade para expressar o quanto o estado inteiro se reúne aqui para brincar o melhor carnaval do interior do Estado.

10. Faaaaala Rinaldo – O jovem Rinaldo Luiz, vem se destacando a cada dia. Idealizador de um brilhante trabalho social, ele criou com o irmão a Fundação Irmã Júlia e de não parou de buscar fazer o bem as pessoas. Em dezembro se destacou a reunir os amigos e realizar campanha solidária aos idosos de Encruzilhada, além de ter realizado brincadeiras com crianças carentes como sempre fez. Rinaldo é apaixonado por política, participou recentemente de um projeto nacional que forma jovens para participarem da vida pública mais ativamente. Sinceramente eu espero que pessoas como Rinaldo Luiz ingressem na política, fazendo a diferença pela forma de pensar e de agir.

Apenas para concluir, que a imprensa local aproveite o que temos de melhor para mostrar através da rede social e de seu papel brilhante que tem. Descer do palanque é a melhor alternativa para demonstrar que ama a cidade de fato. A eleição apesar de ser em 2020, apenas começará após as convenções partidárias que acontecen ainda em julho desse ano. Se amam a cidade de fato, podem mostrar o que temos de bom, sem precisar falar o nome do prefeito ou da gestão. Se assim não fizerem demonstram o nível de falta de amor com sua terrinha e reforçam o que já sabemos!!!

Facebook Twitter Email