Depois de autorizar a reabertura do comércio, Petrolina recua e determina quarentena por 14 dias

Uma das primeiras cidades a anunciar a reabertura das atividades econômicas em Pernambuco, Petrolina, no Sertão, decidiu recuar e proibir o funcionamento do comércio, shoppings, feiras livres, parques e serviços públicos durante 14 dias, a partir da próxima segunda-feira (13).

De acordo com a prefeitura, a decisão foi tomada após o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus municipal identificar uma tendência de crescimento de contágio na cidade, assim como de casos confirmados e na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O comitê atribui ao maior fluxo de pessoas nas ruas no período junino e ao clima da região o impulsionamento de síndromes gripais e de infecções pelo novo coronavírus. Segundo o município, o objetivo de retornar à quarentena é “evitar a chegada de um nível crítico para o quadro geral epidemiológico relacionado a pacientes com covid-19 na cidade”.

Pelo Plano de Convivência Contra a Covid-19 do governo estadual, Petrolina está na etapa 4, portanto, autorizada a abrir lojas do varejo, shoppings (30% da capacidade), salões de beleza e serviços de estética, concessionárias e serviços de locação de automóveis e vistoria e construção civil. O município, porém, tem autonomia para tomar medidas mais restritivas, quando julgar necessário.

A prefeitura informou que uma nova reunião será realizada ao fim do prazo, em 26 de julho, para reavaliar a situação. A partir do quadro epidemiológico, um parecer será emitido para embasar o cronograma de retomada das atividades.

O município conta com 1499 casos confirmados da Covid-19 e chegou a 35 óbitos, de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Ne10

Facebook Twitter Email