Em Garanhuns, vereador da voz de prisão a motorista de carro de som por tocar música contra Bolsonaro

O vereador Thiago Paes (DEM) deu voz de prisão a um motorista de carro de som que estava veiculando uma música contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O caso aconteceu no sábado (24), mas as informações foram repassadas nesta segunda-feira (26).

O parlamentar citou a Lei 7.170/83, que no artigo 26 destaca que é crime “caluniar ou difamar o Presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal”, com pena prevista de um a quatro anos de prisão.

O vereador levou o motorista à Delegacia de Polícia Civil do município junto com o carro de som. Por meio de nota, a polícia informou que “foi instaurada uma verificação preliminar de informação (VPI) para apurar melhor o caso”. De acordo com a Polícia Civil, a mídia foi apreendida e o carro de som liberado “no compromisso de não veicular o áudio até avaliação judicial – sem prazo”.

O motorista informou que foi contratado por um jornal local para veicular a música, cuja letra chamava o presidente Bolsonaro de genocida, responsabilizando-o pelas mortes causadas pela Covid-19. “Eu faço propaganda há mais de 30 anos, é meu ganha-pão”, disse o motorista.

G1

Facebook Twitter Email