O Sabadão – Brasil e sua gente sem saída!

Por Sérgio Leão

Nesta semana que se finda, um crime chocou a população de uma cidade chamada Alumínio, no estado de São Paulo, onde a jovem mamãe Aline saiu pra comprar fraldas para seu bebê e na volta desapareceu, só aparecendo seu corpo queimado quatro dias depois em um matagal. O crime chocou a população da cidadezinha de apenas 17 mil habitantes, que ainda chora a morte de Aline, que além de tudo nem conseguiu comprar as fraldinhas para sua filha, pois o cartão do esposo estava bloqueado, em razão da sua condição de desempregado. O apresentador do programa Brasil Urgente, José Luís Datena, da Rede Bandeirantes, ficou tão indignado com as cenas do velório e do sepultamento de Aline que quase enfartou de tanto gritar contra os políticos nojentos do Brasil, que nunca tomam uma providência no sentindo de se mudar as leis bandidas que eles mesmo criaram. Enquanto as famílias vão sendo destroçadas vivas neste país, estes políticos imundos que vivem em Brasília usando e abusando de todas as mordomias com o dinheiro do povo brasileiro, estão preparando mais um imposto para cobrar do povo, que nunca tem retorno algum, pois sabemos como andam as vidas de mais de 80% dos brasileiros, sem condições de nada, já que tudo é para a classe dominante e suas meia dúzia de apadrinhados e amigos do peito.

É vergonhosa a situação moral do nosso país, um lugar que tem as mais abundantes riquezas naturais, não como antes, mais ainda em abundância, e seu povo vive a esmolar migalhas e depois vai as urnas votar no que há de pior na raça humana, cavando assim sua própria tumba e assegurando a vida mansa dos canalhas que regem a orquestra da corrupção e da bandalheira nacional. Não penso que isto vai mudar porque a cada dia vemos mais calhordas e mais cafajestes infiltrados no comando da grana que pagamos de impostos, e assim vamos nos soterrando vivos e eles cada dia mais ostentando o direito sujo de fazer o que quiserem com o povo brasileiro, principalmente com os nordestinos que têm os estados mais pobres do Brasil, mais violentos e com os piores políticos, porém mesmo assim vivem defendendo seus próprios carrascos e os reelegem todos anos ratificando assim a saga da pobreza e da miséria de um povo que ama bandidos de gravatas, entretanto padecem nos guetos de desgraça de um país entregue a voracidade bandida de seus governantes. Ainda nos resta a esperança de que Deus possa nos livrar da ignomínia que passamos, mas para isso é preciso que tenhamos algo a oferecer ao Senhor para que mereçamos, e isto também não tem acontecido, já que faz parte do nosso cotidiano o desrespeito aos mandamentos divinos e estamos tão cegos que até muitos dos que pregam a palavra, vivem a mentir e arrecadar milhões, bilhões, etc. É de tal sorte a pusilanimidade do povo brasileiro, que estamos mesmo a viver sempre a um passo do buraco negro que nos espera e sem encontrar uma saída!!!!!!

Facebook Twitter Email