O Sabadão – Jesus alimenta os mendigos

Por Sérgio Leão

O Sabadão de hoje não foi escrito por mim. Ao ver esta história na internet, decidi compartilhar com os que curtem a nossa coluna no Bezerrosagora

Eu estava passando na rua quando de repente vi um carro muito bonito tipo importado, parado numa rua praticamente sem movimento ,onde ficava dormindo muitos mendigos. Este fato me chamou a atenção, um carro desse porte parado nesta rua. Quem será? Fiquei atônico e parei para verificar o que ia acontecer, pensei:- Será que o dono deste carro é doido, parar um carro desse nível numa rua deserta? Não tem medo de ser assaltado? Aqui é Rio de Janeiro tudo pode acontecer. De repente a porta do carro abriu e saiu de dentro um jovem moreno aproximadamente 33 anos de idade, estatura mediana, um tipo físico comum, mas o que me chamou a atenção nesse jovem ele irradiava uma luz doce atrativa e do bem. Ele desceu e foi ao encontro dos mendigos levando uma cesta cheia de pão, frutas e outras guloseimas os mendigos ao vê-lo, tentaram fugir, mas ele os chamou dizendo:- Vem amigos eu trouxe isso para vocês, não se assustem. Os mendigos pararam, alguns se aproximaram outros ficaram assustados, mas a voz do jovem era de doçura e bondade os mendigos ficaram atônitos e se aproximaram.

O jovem entregou com carinho aquele alimento para os pobres coitados que moravam na rua da cidade e comendo lixo, sendo humilhado pelos outros humanos que vivem em seu mundo de competitividade e exclusão. O jovem alimentou os mendigos e tratou com carinho das feridas e machucados. Eu fiquei pasmo de ver aquela cena, um jovem rico parado alimentando mendigo e cuidando de seus ferimentos, fiquei horas a fio olhando e admirando aquele geste de amor para com os pobres da cidade,o jovem tinha um olhar de amor seu gesto era de pura bondade,, parecia que ele cuidava de amigos realmente, tinha muito carinho por aqueles homens abandonados e excluídos pela sociedade. Mas como ele mesmo disse: Eu vim para os doentes. Esses homens eram doentes de corpo e alma e ele cuidava com tanto carinho. Eu também fiquei assustado e aos poucos fui me aproximando do jovem, ao chegar bem perto disse:- Desculpe senhor, mas a porta do seu carro esta aberta. Ele com sua doce voz me respondeu: – Não tem importância, meu filho,o mais importante para mim são estas criaturas, que o mundo excluiu por ser pobre. Isso realmente é muito triste. DEUS fez todas as criaturas irmãos perante Adão e Eva, mas o mundo separou e gerou o egoísmo, a exlusão. Eu perguntei; – Porque você faz isso, cuida dos pobres? Ele me respondeu: Meu filho como já lhe disse, todos eles são filhos de DEUS, não podemos deixar nossos irmãos jogados abandonados neste mundo tão rico que DEUS deixou para os homens cuidarem,mas eles só geraram muito egoísmo,vaidade, competitividade exclusão e muita violência. Por isso o maligno gosta de ficar na terra, onde o amor de muitos esfriou, e sua mente esta vazia devido as preocupação deste mundo. De repente ele deixou escapar estas palavras:- Eu vim para que o mundo tenha vida em abundancia. Sabe meu filho precisamos ser diferente hoje tem muito religioso, mas teórico as pessoas perderam o amor, o amor é dinâmico ele vai ao encontro do outro, fazer caridade sim, mas com amor, veja Madre Tereza de Calcutá, Francisco de Assis, são modelos para o mundo. Eu disse; – Também JESUS que deu a vida para nos salvar. Ele disse: -É meu filho JESUS continua morto pendurado na cruz para muitas pessoas, que não praticam o amor.Nisso o motorista do carro chamou o jovem que foi embora, os mendigos ficaram felizes e alguns mendigos me disseram que iriam mudar de vida a partir daquele encontro com este jovem misterioso.

Facebook Twitter Email