O Sabadão – O trágico destino do trabalhador do Brasil e as mordomias hospitalares dos culpados

Por Sérgio Leão

Pautado em fatos reais e recorrentes no Brasil, o Sabadão deste final de semana, traz uma realidade dura, cruel e covarde a que são submetidos os trabalhadores e homens de bem deste país ao envelhecerem ou caírem em situações de enfermidades graves, que os impedem de continuar a trabalhar. Habituados a estafante lida diária, com salários desmoralizantes, sem direito a quase nada, os trabalhadores brasileiros vivem se arriscando, em muitas profissões, porém não têm seus direitos respeitados, tanto pelos patrões mercenários, como pelos bandidos que comandam o poder central do Brasil. Sem planos de saúde, a imensa maioria dos homens de bem do Brasil, vivem a suplicar ao Senhor pela saúde, pois são irremediavelmente impedidos de adoecerem porque se isso acontecer serão imediatamente jogados ao lixo sem piedade, e ainda têm que acatar as injustiças da previdência nacional, sendo que muitos morrem sem conseguirem a aposentadora medíocre deste país, mesmo tendo trabalhado desde criança até o dia em que viraram estatísticas do apodrecimento que acontece nos leitos e corredores dos hospitais horripilantes do SUS.

Paralelamente a esta drástica situação, vem o outro lado da história, onde os culpados por tudo de ruim que acontece com o povo brasileiro, além de se aposentarem sem nenhuma dificuldade criada pelo INSS, ainda desfrutam de planos de saúde milionários, pagos justamente com o dinheiro dos impostos dos trabalhadores que agonizam nos hospitais públicos. Aposentam-se com salários exorbitantes e quando são acometidos de qualquer enfermidade, desfrutam dos melhores hospitais do mundo que mais parecem hotéis de 05 estrelas, com quartos suntuosos, equipamentos de última geração e atendimento médico com profissionais do mais alto quilate da medicina mundial; ambulâncias aéreas, jardins suspensos, notbooks, matérias médicos hospitalares importados e alimentação refinada para eles e para seus acompanhantes que dormem em leitos tão confortáveis que quando voltam pra casa sentem saudades. E assim será até que Deus dê um jeito porque do Brasil nada se pode esperar, em razão da infinita quantidade de bandidos engravatados nos três poderes e uma imensa parcela da população pobre deste país que nem na hora da morte têm um sepultamento digno, enquanto os políticos que eles reelegem ano após ano, são sepultados em urnas climatizadas, compradas com o dinheiro dos pobres diabos; neste cenário a igualdade só chega na hora do julgamento final, quando os culpados são enviados a morada de satanás e os outros …

Facebook Twitter Email