Covid-19: “São mais de 700 pessoas internadas ainda em UTI em PE”, diz secretário estadual de saúde

O secretário Estadual de Saúde, André Longo, alertou para o alto número de pacientes com coronavírus que continuam em UTI em Pernambuco. A informação foi divulgada na noite dessa quarta-feira (29) durante uma webconferência do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pernambuco (Sindhospe).

“Temos mais de 700 pessoas internadas ainda em UTI aqui no Estado”, disse o secretário sobre os paciente com suspeitas ou com diagnóstico de coronavírus confirmado.

A taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI está em 73% em Pernambuco atualmente. São 848 vagas da rede estadual e 342 da municipal (Recife).

Um levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta Pernambuco como o segundo Estado em ampliação da rede hospitalar. Foram criados 2.697 novos leitos para o enfrentamento da doença.

“O controle absoluto da epidemia só será possível com a vacinação. Reconhecemos o esforço de todos. Ainda é um momento delicado, pois permanece a transmissão sustentada do vírus em nosso Estado”, complementou o secretário.

Ne10

Com Sulanca ainda sem permissão para funcionar, movimentação é intensa no Parque 18 de maio

O movimento continuou grande na manhã desta segunda-feira (27) no entorno do Parque 18 de Maio, em Caruaru, no Agreste pernambucano. A Feira da Sulanca ainda não foi liberada pelo governo estadual, mas os sulanqueiros levaram as mercadorias para as ruas adjacentes para poderem comercializar.

Os produtos estavam nas calçadas, expostos na frente de casas e porta malas de carros. De acordo com a equipe da TV Jornal Interior, a rua Miguel de Sena registrou a maior aglomeração.

A Polícia Militar (PM) garantiu que a área da feira está controlada, mas explicaram que estão cientes da migração dos sulanqueiros para outras ruas. Na semana passada, o perímetro de fiscalização foi aumentado.

A Prefeitura de Caruaru informou que os comerciantes poderão continuar a entregar mercadorias através do programa Delivery Sulanca. Clientes e comerciantes podem agendar a retirada de produtos (comercializados por telefone ou redes sociais) no estacionamento do Polo Caruaru, às segundas-feiras, das 5h às 17h.

Ne10

Coluna Politicando

A esperança de voltarmos o mais breve a normalidade está longe ainda. Essa semana já foi anunciada que a vacina contra o coronavírus está em avanço, mas há muito caminho pela frente a se seguir. E enquanto acontece essa dúvida no mundo inteiro as grandes cidades já anunciaram que em 2021 não haverá carnaval. E em Bezerros? Vamos politicar?

1. Sobre o carnaval dos Papangus – É muito provável que não teremos a edição da Folia dos Papangus em 2021. Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador já anunciaram que não irão realizar. Enquanto Recife e Olinda não se manifestaram sobre o fato. A terra dos Papangus se mantém em silêncio, bom seria mesmo que nenhuma das cidades realizassem para manter todos em seguro contra o vírus.

2. Agradecimentos – O blogueiro Flávio Melo dono do site Bezerros Hoje e adepto da campanha do presidente da câmara, fez nota no seu resumo semana passada sobre nossa coluna que já acontece desde ano passado. Apesar da demora em notar a fala do “blogueiro” aqui, e mesmo sabendo de seu acompanhamento semanal registro os sinceros agradecimentos.

3. Fake News – O presidente da Câmara realizou live para dizer que é fake news a sua desistência de disputar a eleição municipal como candidato a prefeito pelo MDB. Mas não noticiou sua dificuldade de encontrar um vice disposto a emprestar seu nome para formação de sua chapa. Quem vai querer?

4. O puxador de votos – cada partido deve ter pelo menos um nome disposto a puxar os votos para cada agremiação partidária. É que com o fim da coligação, toda expectativa fica voltada para os pré candidatos a vereadores que devem ser os nomes mais fortes nas projeções proporcionais das eleições municipais desse ano. Vamos avaliar alguns deles?

5. O nome do PSB – Organizado como o maior partido da cidade, a conjuntura política dos Socialista gira em torno de ser o partido com maior cadeira representada desse ano. Apesar da eleição passada ter eleito Didiu da Laranja como sendo o mais votado, e deve repetir uma excelente votação. Uma das grandes apostas tem sido Diogo Lemos filho do ex-prefeito Samuel Domingos, ele tem reunidos grandes lideranças que o apoia nessa postulação.

6. O nome do PSD – O partido é um dos mais organizado e unidos. Detém possibilidade de surpreender em números de eleitos e com ampla condição de ser a surpresa das eleições 2020. Nele a presença de Manoel de Boas Novas e Valmir Neto, garante a certeza que terá grandes êxito na eleição. Aliás o nome de Valmir Neto, filho de Neto de Valmir no qual é um grande articulador, remete o sucesso garantido de seu filho.

7. O nome do DEM – O partido aposta no voto de legenda e na qualidade de discurso entre os candidatos, semanalmente o grupo se reúne virtualmente para elaborar um plano de campanha entre os pré candidatos. O DEM detém nomes fortes mas uma das principais apostas é Eduardo, além de Irandir Laurentino é Bala (ambos), família da pré candidata a prefeita.

8. O nome do Solidariedade – também se apresenta como parte surpresa das eleições. É um partido que reuniu suplentes de vereadores e gente que reúne o mesmo índice de votos. O nome mais forte deve ser o de Levi de SAPUCARANA, este tem tirado o sono do vereador do Distrito. Que já está sentindo seu mandato ir pelo ralo.

9. O nome do MDB – Os pré candidatos a vereadores não tem seguido o modelo adotado pela sua maior liderança que é apenas o de atacar. Particularmente aposto em dois nomes que fazem parte desse partido: o do Jovem Nathan filho de Edmir e o do vereador Cláudio do Salgado. Embora Respeite os demais, a matemática partidária ver os outros como impossibilidade de chegar.

10. Em que as enquetes pelo Instagram ajudam?- um dos principais objetivos de cumprimento da Democracia é o segredo do voto. É cada vez mais corriqueiro o uso de perfis não identificados com enquetes, lembre-se que apenas o dono da conta no Instagram é quem tem acesso às escolhas. Portanto a você pré candidato, é interessante saber quem vota em você? Pense nisso!

Bônus – Luciele Laurentino utilizou sua página para utilizar a rastegue “não eleja bandido”. Houve repercussão nos bastidores sobre para quem a pré candidata teria escrito a referida frase.

Os partidos não citados terão uma avaliação na próxima semana. Relembro que a coluna é opinitiva e não é dona da verdade. Portanto, o campo não é de discussão e sua opinião será respeitada. Desde que não se utilize de Fake News, prática de alguns pré candidatos. Até a próxima semana!!!

O Sabadão – Os absurdos dos transgressores

Por Sérgio Leão

Há vários dias venho fazendo meu comentário nesta coluna, sempre exaltando os muitos problemas criados durante a pandemia COVID 19, e mesmo querendo mudar de assunto me vejo sendo surpreendido todos os dias com atitudes insanas de todos os tipos, tanto nos comentários chulos de muitos, quanto nas absurdas manifestações que acontecem nas ruas do Brasil envolvendo não só a caterva, como a nata podre da sociedade nacional. Esta semana a atitude bisonha de um desembargador baixinho e barrigudo (BB), na cidade de Santos, virou notícia no mundo inteiro, devido a forma humilhante com que ele tratou os funcionários da Guarda Civil Metropolitana (GCM) da prefeitura, taxando-os de analfabetos, apontando o dedo branquelo para o guarda e absurdamente rasgando a multa de R$ 100,00, a ele imposta por está descumprindo a recomendação do uso de máscara. O BB ainda teve a petulância de ligar para o secretário de saúde de Santos, tratando-o também com desdém e ainda colocando o telefone de forma brusca no ouvido do GCM, que aquela altura estava perplexo e impotente diante do representante e ao mesmo tempo transgressor da lei, debochado e sem o mínimo escrúpulo, mostrando assim que dificilmente um país como o nosso poderá se libertar destes poderosos sem pudor, que nunca são punidos exemplarmente, pois como dizia o sábio baiano Rui Barbosa, “ a pior ditadura é da (in) justiça porque não temos a quem recorrer”! Ainda esta semana circulou com destaque na internet  outro vídeo envolvendo mais um  representante da lei agredindo fisicamente e verbalmente um segurança, também por não está usando a máscara. O policial  militar transgressor, além das agressões, ainda jogou a máscara no chão e mandou várias vezes o segurança “se lascar”; e tudo isto perante uma multidão que a tudo assistia perplexa, sem contar que o seu próprio filho pequeno a tudo assistia, certamente apavorado com a atitude do pai, um péssimo exemplo.

Estas  atitudes de autoridades, que deveriam ter um comportamento totalmente contrário, são apenas duas em poucos dias, no entanto isto tem acontecido em escala crescente, todos os dias neste país sem jeito; também nesta semana uma equipe de GCMs foi agredida por jovens transgressores que estavam aglomerados e sem máscaras,  em uma praça do interior paulistano. A liberação das praias em algumas cidades tem causado uma série de problemas para os fiscais das prefeituras, que passam por inúmeras situações vexatórias quando abordam os praticantes de esportes e banhistas que teimam  em desobedecerem as recomendações e até os decretos impostos ´pelas autoridades para evitarem a disseminação do novo corona vírus que já levou mais de 80 mil brasileiros a perderem as suas vidas. Os (as) transgressores da lei têm se utilizado muito de agressões verbais para humilharem os profissionais de linha de frente como ocorreu em um bar no Rio de Janeiro, onde um funcionário da Vigilância Sanitária foi achincalhado por um casal de bêbados cariocas, enquanto médicos e enfermeiros sofrem constantemente todos os tipos de constrangimentos, praticados pela lama podre e pela nata da sociedade brasileira, habituada a cometer absurdos e transgredirem das leis deste país que envergonha o mundo. É desta forma que estamos enfrentando o inimigo poderoso e mortal, sem termos os insumos necessários, um parcela enorme da população desobediente, corruptos usando e abusando dos desvios de recursos e os absurdos dos transgressores, “cidadãos comuns e autoridades brasileiras”.