O Sabadão – Briga de cachorro grande

Por Sérgio Leão

Em meio a grave crise que assola o planeta Terra, com mais de 5 milhões de pessoas infectadas por um vírus mutante que vem cada dia fazendo gato e sapato da ciência, e já levou as vidas de mais de 400 mil pessoas, no Brasil, além da insanidade da população, ainda estamos sendo obrigados a assistir uma verdadeira orgia, vivida entre o presidente Bolsonaro e governadores de vários estados, principalmente do Nordeste, onde o povo sofre sem emprego e forma filas gigantescas em frente a agências bancárias e casas lotéricas, em busca de um auxílio emergencial que mau dá para comprar comida; enquanto isso os cachorros grandes, travam uma briga sem precedentes que a mídia expõe diariamente, para desespero dos brasileiros conscientes do que tá rolando e não têm nenhuma dúvida que logo o pau vai quebrar nos espinhaços do povo pobre e trabalhador deste país. Sem papas na língua Bolsonaro não pensa duas vezes e faz acusações e chacotas contra os governadores, que por suas vezes, se aproveitam da situação para armarem arapucas contra o presidente e esquecem que no momento o povo brasileiro precisa de união entre os poderes para se livrar da pandemia que assombra o país.

Com todas as mordomias possíveis, os cachorros grandes brigam de manhã e meio dia se encontram em suntuosos  gabinetes de onde saem com as caras mais cínicas do mundo, como se lá tivessem encontrado as soluções que o Brasil precisa para diminuir a aflição do povo. Liberam bilhões de reais para as prefeitura mas o dinheiro não  chega e os gestores de cidades sem recursos veem-se encurralados pelo vírus e pelo povo desinformado que os acusam injustamente de estarem embolsando a grana. A contenda continua a cada momento, pois o ego e a malícia dos envolvidos não permite uma trégua em favor da população, e assim todos saem derrotados, exceto eles, os canalhas, que formam em Brasília uma escória asquerosa, responsável por tudo que há de mais nojento neste país; pra completar o desalento, ainda testemunhamos nas redes sociais, os cachorros vira latas latindo fino e se engalfinhando para defenderem os cachorros grandes, cada um roendo seu ossinho seco sem carne nem tutano.

CIDADES DA REGIÃO AGRESTE RELAXAM ISOLAMENTO, APONTA PAINEL DO MPPE

Cidades da região agreste relaxaram no quesito isolamento social, é o que tem mostrado um painel com o índice verificador do Ministério Público de Pernambuco. Segundo o levantamento mais recente, Bezerros aparece 69º posição com 43% de índice de isolamento, a vizinha Sairé, está com 43,2%, Gravatá aparece com, 43,3% e em pior situação está em Camocim de São Félix que surge com 39,5% das pessoas praticando o isolamento social, colocando o município na 143º posição entre os 185 demais de pernambucano.

Em Bezerros, medidas de isolamento têm buscado orientar as pessoas quanto ao problema. Com o baixo índice, cresce também os casos. Por aqui já são 43 positivos para a Covid-19, com sete óbitos, segundo o último boletim da Secretaria de Saúde (12/05). O número também representa a rápida verificação após a instalação do Hospital de Campanha que está em funcionamento desde o início do mês e já atendeu mais de 130 pessoas com alguma síndrome respiratória, os casos com sintomas mais aparentes passaram por testagem no laboratório municipal.
Entre as medidas em Bezerros, está o fechamento das ruas do comercio principal para o trânsito de carros e motos e a interdição das praças que deve ocorrer ainda essa semana.

Veja mais detalhes do Painel de Índice de Isolamento Social AQUI